Notícias

6 julho, 2022

Sindicato na luta contra o assédio nos bancos

Em resposta às recentes denúncias por assédio sexual pelo o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que pediu demissão do cargo na semana passada, os bancários protestaram em todo o país nesta terça-feira (05/07) para pedir um basta em todas as formas de assédio nas agências e locais de trabalho.

Não é novidade que por conta da competitividade, ganância dos banqueiros e cobrança excessiva de metas o ambiente de trabalho nos bancos colabora para a prática. Na Bahia, o Sindicato dos Bancários e a Federação da Bahia e Sergipe realizaram ato do Dia Nacional de Luta contra o assédio moral e sexual, na agência da Caixa do Rio Vermelho, em Salvador.

As manifestações pedem a intensificação das denúncias feitas pelas empregadas da Caixa, a apuração rigorosa dos casos e incentivar a categoria na luta contra qualquer tipo de assédio. Além de pedirem respeito às mulheres, a equidade de condições no trabalho e exigirem acolhimento às colegas denunciantes, os trabalhadores também ocuparam as redes sociais com a hastag #BastaDeAssédio. As maiores vítimas do assédio tanto moral quanto do sexual são mulheres.

Para o presidente licenciado do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, “as colegas estão enfrentando um cenário devastador. As denúncias recentes que atingem o ex-presidente do banco se espalham em várias agências do Brasil. Agências da capital e do interior têm relatos de condutas acediosas, que não poupam ninguém. Colega que entrou ontem no banco ou o mais experiente. Todo mundo vira vítima”.

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: