Notícias

9 setembro, 2021

Sessão especial tratou sobre os Benefícios da Inclusão Profissional de Pessoas Com Autismo

No último dia 02 de setembro, o vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB) presidiu, na Câmara Municipal de Salvador, Sessão Especial para tratar do tema Benefícios da Inclusão Profissional de Pessoas Com Autismo. Na oportunidade, foram apresentadas as dificuldades que as famílias enfrentam com as crianças que tem essa patologia, bem como as dificuldades que esse público enfrenta para ingressar no mercado de trabalho.
Uma a cada 160 crianças possuiu autismo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Augusto pontou que o enfrentamento a essa doença exige um esforço conjunto da família, da sociedade e de toda a população, inclusive do poder público que precisa fazer a sua parte, melhorando as condições de vida dessa parcela da população. Ele repudiou, inclusive, a fala do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, que disse que crianças com “um grau de deficiência que é impossível a convivência”.
_“Esse é um pronunciamento que, sinceramente, nem sequer merecia ser reproduzido. Mas nós precisamos aqui falar, no sentido de combater uma visão preconceituosa. Ao invés de promover políticas de acessibilidade, de inclusão, de mecanismos que assegurem serviços públicos universais, o Ministro da Educação preferiu adotar uma postura preconceituosa e incompatível com o cargo que ele atualmente ocupa. Nós queremos incidir em políticas públicas efetivas, em Projetos de Lei, Projetos de Indicação e medidas que possam auxiliar, em especial em relação à pauta de hoje para a inclusão social e produtiva das pessoas que têm autismo”_, disse Augusto que também é presidente da Comissão do Trabalho, Emprego e Renda.
Para além da sensibilização e do compromisso social, a Sessão Especial falou também sobre a importância de empresas, em um contexto geral, despertar o olhar obre esse público, evidenciando o valor agregado às instituições que abraçam a causa e abrem espaço para esses futuros profissionais. _“A contratação de pessoas com autismo agrega valor às marcas, melhora o clima organizacional e possibilita o desenvolvimento de habilidades para as empresas. Os autistas tem baixo absenteísmo e tem foco em suas tarefas”_, disse Patrícia Teodolina, Presidente do Projeto FAMA (Fantástico Mundo Autista).
A mesa da Sessão também foi composta pela Especialista em Direitos Humanos pela Universidade estadual da Bahia, Firmiane Venâncio, pela Diretora regional do Senac na Bahia, Marina Almeida, pelo Diretor da Escola Superior da Defensoria Pública da Bahia – ESDEP, Clériston Cavalcante, pelo Especialista em Educação Especial e Inclusiva e Transtorno do Espectro Autista, Matheus Wisdom Pedro de Jesus, pela Coordenadora Regional da Coordigualdade – Procuradoria Regional do Trabalho da 5 Região, Jaqueline Coutinho Silva (MPT), pela Coordenadora de Intermediação para o Trabalho e Seguro Desemprego, Kadine Bárbara (SETRE), pela especialista em Gestão Estratégica em Políticas Públicas, Especializada no atendimento de pessoas com TGD – Transtorno Global do Desenvolvimento e Autora do livro Brincanto – Autismo tamanho família, Mariene Martins Maciel.

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: