Notícias

6 junho, 2022

Ouvidor da Câmara questiona contas do transporte público de Salvador 

O Ouvidor-Geral da Câmara Municipal de Salvador (CMS), Vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), fez um questionamento formal ao secretário de Mobilidade Urbana, Fabrizzio Muller e ao Prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), a respeito da planilha de custos do transporte coletivo da cidade.

A capital baiana amanheceu neste sábado (04/06), com o aumento de 50 centavos na tarifa do ônibus, correspondendo a um percentual de 20,45% do valor total da tarifa. Augusto solicitou a apresentação da planilha de custos com as despesas e receitas do setor, incluindo a comprovação das mesmas e também exigiu o retorno do programa “Domingo é Meia”, que foi suspenso durante a pandemia, e não retornou mesmo não havendo mais razão de inviabilizar esse direito à população.

No questionamento, o Ouvidor também apontou que a promessa dos ônibus com ar condicionado não foi cumprida, reafirmando que o número de coletivos que contém o equipamento é ainda muito pequeno comparado à frota total. Vale ressaltar que existem inúmeras denúncias de cidadãos sobre a redução de linhas e que o reajuste está muito acima do percentual de inflação deste ano, chegando a 10,74%, com um valor acima do percentual inflacionário previsto para 2023, que é de 12,5%.

“Esse aumento vai ampliar a crise do sistema, pois irá excluir cada vez mais pessoas da condição de pagar uma tarifa, consequentemente reduzirá as próprias receitas do setor. É uma postura absurda por parte do prefeito e não houve qualquer diálogo com a Câmara Municipal”, destacou Augusto.

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: