Notícias

27 junho, 2021

Augusto Vasconcelos trata de inserção de autistas no mundo do trabalho com Projeto FAMA e SETR

O Presidente da Comissão do Trabalho, Emprego e Renda da Câmara Municipal de Salvador, o vereador Augusto Vasconcelos, se reuniu, nesta segunda-feira (21/06), com representantes do Projeto Fantástico Mundo Autista – FAMA e a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – SETRE, para tratar da empregabilidade dos autistas. Na ocasião, estava presente também o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do estado da Bahia, Davidson Magalhães.

O objetivo foi levantar as dificuldades que esse público enfrenta para ingressar no mundo do trabalho, bem como apresentar Programas de Inclusão que podem ser inseridos em empresas para a contratação dessas pessoas. O secretario Davidson valorizou a iniciativa e se comprometeu em buscar caminhos que aumentem a empregabilidade dos autistas na Bahia, agradecendo ao vereador e ao projeto FAMA pela oportunidade. Vale salientar que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 1% da população mundial tem autismo.

_“Enfrentar os estigmas e os preconceitos é uma das nossas missões a frente da Comissão do trabalho da Câmara. Vamos construir juntos iniciativas que fortaleçam a qualificação profissional e que assegurem o acesso e permanência no mundo do trabalho para as pessoas com autismo”_, pontuou Augusto.

A presidente do projeto FAMA, Patrícia Teodolina, apresentou as vantagens de as empresas que contratam autistas já que esses trabalhadores tem uma grande capacidade de observar detalhes, se ausentam pouco do trabalho, tem um índice de absenteísmo muito baixo e melhoram os ambientes de trabalho.

_“O encontro com a SETRE, mediado pelo vereador Augusto Vasconcelos, marca um momento importante para a inclusão profissional da pessoa com Autismo, que é a missão do Projeto FAMA. A sensibilidade do secretário Davidson Magalhães e equipe presente nos deu a esperança de que o acesso e a permanência no trabalho por jovens autistas será uma realidade na Bahia”_, considerou, Patrícia.

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: