Notícias

23 julho, 2021

Augusto Vasconcelos se reúne com Técnicos em Infraestrutura da Prefeitura de Salvador

A Associação dos Servidores Técnicos em Infraestrutura da prefeitura de Salvador – ASTIN se reuniu com o Ouvidor-Geral da Câmara, Vereador Augusto Vasconcelos. Estiveram no encontro, a presidente da associação, Jackeline Freitas Gallindo, e os diretores, Clésio Gonçalves da Silva e Paulo César Santos.
Na ocasião, foi apresentado ao vereador algumas insatisfações desses profissionais que atuam há anos na prefeitura. Eles alegam que o plano de carreira atual está completamente defasado e que não viabiliza uma valorização profissional, além de haver uma defasagem muito grande de profissionais de infraestrutura, visto que, atualmente, grande parte das obras da cidade e serviços técnicos em geral não contam com o devido acompanhamento profissional, a exemplo do responsável técnico que possa acompanhar, no dia a dia, a viabilização dessas obras.
“Nós queremos uma nova Tabela de Vencimento para o Grupo de Nível Técnico no Plano de Cargos e Vencimentos, porque esse plano atual não atende a nossa necessidade salarial, muito menos a valorização do setor técnico na prática na própria estrutura funcional da prefeitura. O técnico hoje está em um nível salarial mais baixo que as demais categorias de nível médio, o que significa que a hierarquia do plano não é seguida”, detalhou o diretor da Astin, Clésio Gonçalves.
Além disso, os setores Agrimensura, Agrícola, Ambiental, Desenho/ Arquitetura, Edificações, Estradas, Pavimentação, Segurança e Higiene do Trabalho, Eletrotécnico, Eletromecânica e Topografia, contam com um número de profissionais muito pequeno, fazendo com que as obras públicas custem muito mais caro para o poder público. “É necessário um número de servidores adequados para acompanhar o andamento das obras e serviços públicos, que possam fiscalizar os contratos e verificar no dia a dia, quais medidas podem ser tomadas para ajustar, evitando desperdício do dinheiro público e aumentando a eficiência na atuação da prefeitura”, concluiu Augusto.

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: