Notícias

4 março, 2022

Augusto Vasconcelos se posiciona contra a extinção do emprego dos frentista

Em mais um ataque aos frentistas do país, o senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) protocolou, no mês de fevereiro, o Projeto de Lei (PL) n°. 271/22, que altera a Lei nº 9.956/ 2000, para permitir o funcionamento de bombas de autosserviço nos postos de abastecimento de combustíveis. Em total discordância ao PL, o vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), se posicionou contra a extinção do emprego desses trabalhadores.

Ainda em 2021, as entidades de frentistas de todo país travaram uma batalha para derrotar a Emenda de Kim Kataguiri (DEM-SP) e evitar a votação do Projeto do deputado Vinícius Poit (Novo-SP). Mesmo após a vitória desta classe, que impediu as demissões em massa, os ataques ressurgem com mais uma tentativa de implantar o ‘self-service’ nos postos, resultando no desemprego de mais de 400 mil trabalhadores.

Na condição de presidente da Comissão do Trabalho Emprego e Renda, Augusto que, já havia repudiado a atitude anti trabalhista do deputado Kim, e lutado pelo reajuste salarial da categoria e a inclusão dos profissionais no grupo prioritário de vacinação do estado, saiu, mais uma vez, em defesa desse grupo, demonstrando total aversão a essas decisões que reforçam o descompromisso com os trabalhadores do país.

Em mais uma mobilização que garanta os empregos desses profissionais, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Combustíveis da Bahia (SINPOSBA), Antônio José, ressalta a ausência de diálogo e lamenta projetos tão brutais. “É triste todos esses ataques aos trabalhadores, mesmo após conseguirmos uma vitória tão significativa, continuam tentando tirar nossos empregos, nossa renda. Mas não iremos permitir, continuaremos lutando pela nossa profissão”, disse Antônio.

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: