Notícias

20 julho, 2021

Augusto Vasconcelos e Júlio Santos estiveram no Ministério Público tratando da acessibilidade ao canteiro central do Bonocô

Os vereadores Augusto Vasconcelos e Júlio Santos se reuniram com o promotor Edivaldo Vivas, também coordenador da CAODH – Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos. Também participaram da reunião, engenheiros da DESAL, o procurador do CREA, Eduardo Lemos, além de moradores da comunidade de Cosme de Farias. O objetivo foi encontrar uma alternativa técnica para viabilizar o acesso dos moradores da região ao canteiro central do Bonocô. Muitos moradores, especialmente crianças, atravessam as ruas correndo sérios riscos de atropelamento, tendo em vista a ausência de uma escada ou rampa que viabilize o acesso ao canteiro central. No canteiro central existe uma quadra, uma pista de cooper e outros equipamentos de atividades físicas. Os vereadores já realizaram vistoria técnica no local com a equipe da DESAL, também estiveram no CREA e agora no Ministério Público para buscar uma solução técnica que viabilize o acesso da comunidade ao canteiro central do Bonocô. Isso significaria também oportunizar a comunidade mais saúde e lazer, possibilitando a população o acesso a um equipamento público muito importante para a cidade.
A promotoria se comprometeu em marcar uma nova reunião com outros promotores, especialmente os promotores ligados à acessibilidade e patrimônio público. A DESAL ficou de elaborar um documento técnico para subsidiar a solicitação ao Ministério Público. Os vereadores esperam um termo de ajuste de conduta que viabilize a construção da rampa ou escada no canteiro central da Bonocô. Essa é uma luta que a comunidade trava há vários anos e os dois vereadores têm se empenhado bastante para que possa sair do papel.

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: