Notícias

15 agosto, 2021

Augusto Vasconcelos denuncia demissões no Bradesco

O vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB) participou da paralisação da agência do Bradesco na Calçada. A manifestação aconteceu na manhã da última quinta feira (11/08) e foi motivada diante do cenário de demissões e fechamento de agências que, além de deixar as pessoas desempregadas, em alguns casos, deixa todos os moradores de um município ou bairro sem serviço.
Em 12 meses, foram cortados 9.425 postos de trabalho. Na Bahia, entre janeiro e maio, foram 61 demissões. Os desligamentos acontecem em um dos momentos mais graves da história do país, com a pandemia do coronavírus e a crise econômica, que comprometem o orçamento de milhões de famílias brasileiras. Por outro lado, o banco acumula o lucro líquido recorrente de R$ 12,834 bilhões só no primeiro semestre de 2021 e alta de 68,3% em relação ao mesmo período de 2020. _”Por trás de belas propagandas do Bradesco, os trabalhadores estão adoecendo com metas cada vez mais abusivas e desligamentos arbitrários. Seguimos enfrentando a ganância dos bancos e em defesa do emprego”_, disse Augusto que também é presidente do Sindicato do Bancários da Bahia.
O Bradesco pretende investir agora na abertura de agências de negócios, com poucos funcionários e sem qualquer segurança. Paralelamente, amplia a cobrança por metas, tornando o ambiente de trabalho adoecedor. O diretor do Sindicato e membro da Comissão dos Empregados do banco, Élder Perez, destaca a boa receptividade da população às manifestações. _”As várias demonstrações de apoio da população, sinalizam que as pessoas também se sentem vítimas do processo de encolhimento do banco.”

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: