Notícias

1 junho, 2022

Augusto Vasconcelos defende pauta dos trabalhadores do SAMU

Os trabalhadores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), estiveram na tarde desta terça-feira (31/05), na Tribuna Popular da Câmara Municipal de Salvador (CMS). Na oportunidade, contaram com a acolhida do vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), também na condição de líder da bancada de Oposição e Ouvidor-Geral da Câmara, que apresentou três Projetos de Indicação (PIN) voltados para a categoria.

Entre as pautas que estão sendo apresentadas pelos profissionais que atuam na linha de frente do Sistema Único de Saúde (SUS), salvando vidas, destacam-se a uniformidade no pagamento da gratificação de função especial para receberem iguais aos médicos e reivindicam também o recebimento do adicional de insalubridade, no valor de 40%,  sob a justificativa de que também estão expostos, e,  já que atendem pessoas em situações muito graves podem ser acometidos por inúmeras contaminações.

Buscando por melhores condições de trabalho, os trabalhadores do SAMU, também reivindicaram nesta tarde, o pagamento de uma gratificação de risco, visto que, atuam em locais que possuem um alto índice de violência, e outras categorias já recebem. Na oportunidade, apresentaram sugestões para melhoria dos serviços visando atender um número ainda maior de pessoas na cidade. Presente na Sessão, Augusto enfatizou total apoio aos servidores e apresentou os três PINs protocolados pelo seu mandato.

“Dei entrada aqui nesta casa em três projetos de indicação, o PIN 49, o PIN 50 e o PIN 51, um para corrigir a distorção no pagamento do adicional de insalubridade, porque o do médico é maior do que o da enfermeira, do que a da técnica de enfermagem e o motorista da ambulância que tem um papel vital e também está exposto não recebe esse adicional? Temos que corrigir essa distorção e a Câmara pode cumprir o seu papel, por isso peço o apoio dos meus colegas para aprovarmos esses projetos, para que assim façamos uma reparação histórica, homenageando a luta desses companheiros e companheiras que atuam no SAMU, que salvam vidas, que se expõem todos os dias e que são imprescindíveis para a nossa sociedade”, disse Augusto em fala no Plenário.

Por dia, o SAMU atende 400 ocorrências por dia atuando na prestação de socorro às pessoas em situações de agravos urgentes, garantindo atendimento precoce, adequado ao ambiente pré-hospitalar e ao acesso ao SUS com cerca de 400 ocorrências por dia na capital baiana.

FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: