Notícias

29 abril, 2022

Augusto Vasconcelos defende pauta dos professores

O vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), se pronunciou em defesa da pauta apresentada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), para as negociações com a Prefeitura Municipal de Salvador. As reivindicações da categoria, incluem a necessidade de contratação de novos docentes para suprir as demandas; o reajuste salarial, levando em consideração a atualização do piso aprovado em nível nacional; melhorias nas condições estruturais de diversas escolas e a ampliação das vagas para mudança de nível que incentive a qualificação profissional.

Em defesa da educação e apoiando as pautas reivindicadas pelos professores da rede municipal de ensino, Augusto tem participado frequentemente das inúmeras atividades organizadas pela categoria, inclusive, durante Assembleia realizada nesta última quarta-feira (27/04), na condição de parlamentar e Ouvidor-Geral na Câmara Municipal de Salvador (CMS), se pronunciou de maneira contundente em defesa dos profissionais da educação.

“Na ouvidoria da Câmara, temos acompanhado a situação de dezenas de escolas, desde o ano passado denunciamos o fechamento de vagas da educação de jovens e adultos e as várias unidades escolares sem qualquer condição de funcionamento no ano letivo, a prefeitura ao invés de ter realizado as obras de reforma durante o período em que as escolas estiveram fechadas resolveu realizar algumas dessas obras durante o período letivo, comprometendo as aulas e deixando milhares de crianças fora da escola”, enfatizou ele.

Participando de diversas ações que reafirmam seu compromisso com a categoria, Augusto também destacou a falta de responsabilidade e comprometimento da atual gestão da cidade com os profissionais da educação, incluindo os parlamentares da bancada do prefeito.

“Ressaltamos que há 7 anos os profissionais da educação estão sem reajuste salarial e isso não é aceitável, por isso tenho participado de todas as convocações da APLB, indo para os atos, manifestações, assembleias e também já realizamos diversas Audiências Públicas sobre o assunto. Na Câmara Municipal, lamentavelmente a bancada do prefeito resolveu não comparecer à instalação da comissão de educação para o funcionamento deste ano, o que agrava ainda mais o problema “, disse Augusto.
FALE COMIGO
Mande sua ideia e ajude a contruir uma cidade mais justa.
Faça parte dos nossos grupos: